Chega o inverno e, com ele, o início de uma das festas mais populares e divertidas de nosso país. Afinal, quem não se encanta ao dançar quadrilha, comer pé-de-moleque e aproveitar caldos deliciosos?

Querida por crianças e adultos, já deu para saber de que tradição estamos falando, não é mesmo? Pois se você é fã da folia e quer saber tudo sobre festa junina, como sua origem, roupas, comidas típicas e brincadeiras, não perca este post!

1. Como tudo começou

A história da festa junina no Brasil se confunde com a própria fundação do país. Isso porque os portugueses foram os responsáveis por introduzir em nosso território uma série de costumes e festividades europeias — entre elas, as celebrações para São João.

Entretanto, apesar de ter se fixado como uma festa católica, as comemorações juninas são bem anteriores ao cristianismo. Vários povos europeus de origem pagã exaltavam a chegada do solstício de verão, encarado como um tempo de muito calor e também de fertilidade. Para isso, acendiam grandes fogueiras e comemoravam como muita dança e farta comida.

No século VI, porém, a Igreja Católica associou essas festividades ao aniversário de São João, responsável pelo batismo de Cristo. Algum tempo depois, no século XIII, os portugueses passaram a celebrar os dias de Santo Antônio e de São Pedro nesse mesmo período.

Quando os lusitanos chegaram ao Brasil, essa festa se difundiu rapidamente por todo o território, principalmente na região nordeste. A manutenção dessa data no país, todavia, fez que, ao contrário da Europa, passássemos a comemorá-la no início do inverno.

Em estados como Paraíba e Pernambuco, os festejos juninos são um verdadeiro patrimônio cultural e, durante todo o mês, são realizados concursos para escolher os melhores grupos de quadrilha.

No entanto, a festa junina é comemorada e esperada a cada ano em qualquer canto do país, com suas danças, comidas e vestimentas específicas.

2. As roupas únicas

Para entrar no clima da festa junina e incorporar o espírito caipira, você e sua família vão precisar de uma roupa customizada, que atenda aos requisitos dessa tradição.

De uma maneira geral, os trajes são estampados com cores fortes em xadrez, sendo de fácil confecção. Você pode adaptar roupas que já estão abandonadas do seu vestuário, adicionando retalhos coloridos e vibrantes.

Para as meninas, os vestidos com muitos babados são as peças mais comuns. Porém, como se trata de uma época mais fria, não se esqueça de compor um look com uma calça legging ou meias-calças para manter o corpo aquecido. A regra vale para adultos e crianças.

Além disso, não se esqueça dos acessórios: sardinhas nas bochechas feitas com canetinha são indispensáveis, assim como as tranças de Maria Chiquinha e um belo chapéu com redinhas.

Já para os meninos, a customização de uma calça jeans já desgastada com aplicação de remendos coloridos dá o tom das roupas caipiras que simbolizam a lida no campo. O mesmo vale para as camisas xadrez no estilo country.

Além disso, dentes pintados de preto e chapéu de palha desfiados não podem faltar na composição do vestuário. Você também pode acrescentar ainda elementos como suspensórios e lenços. Botinhas de couro completam os trajes masculinos infantis e adultos.

3. Um festival de delícias

As comidas típicas de festa junina são outros elementos que fazem essa tradição ser tão querida e desejada.

Como acontece em um período de temperaturas amenas, os caldos variados são um dos carros-chefes da festança e servem para esquentar o corpo. Entre eles estão o de feijão (turbinado com linguiça e torresmo) e o de mandioca.

Além disso, a canjica de milho com bastante leite condensado é outra das paixões de São João, que podem incluir ainda vinho quente e quentão. Bolos de milho verde e broas de fubá também são bastante comuns e requisitados nas festas juninas.

4. As principais brincadeiras

A quadrilha é, sem dúvidas, a brincadeira mais lembrada quando pensamos em festa junina. Nela, homens e mulheres dançam de braços dados e vão simulando a ida a um casamento na roça.

Para isso, vão seguindo e superando os obstáculos ditados pelo animador: “A ponte caiu! É mentira!”, “Olha a cobra!” e outros dizeres clássicos. Ao final, celebra-se o matrimônio de maneira divertida. No geral, finge-se que o noivo é obrigado a casar-se pelo futuro sogro e outras autoridades como o padre e o delegado.

Já no ponto de vista infantil, a festa junina traz muito mais brincadeiras. Uma delas, por exemplo, é a pescaria, onde peixinhos de papel são fisgados pelas crianças. Nele, vem escrita a surpresa que elas acabaram de ganhar.

Bingo, boca do palhaço e corrida do saco são outras dos jogos mais tradicionais das festas juninas. Esses brinquedos são baratos e de fácil montagem, o que representam uma vantagem e tanto.

5. Diversão em casa

As festas juninas são bastante democráticas e podem ser realizadas em distintos lugares: escolas, sítios, igrejas e até mesmo no meio da rua, unindo toda a vizinhança. Já pensou, então, como seria realizar essa festança na sua própria casa? Seu filho certamente vai adorar!

Para garantir a organização e o sucesso da festa, você deve estar atenta a um bom planejamento. Faça uma lista de convidados (sem esquecer-se da quantidade de crianças), escolha o melhor horário e defina a atividade (jantar, happy hour, almoço).

Invente formas divertidas para enviar os convites: áudios customizados no WhatsApp, cartões coloridos e com motivos da festa podem ser boas ideias.

Em seguida, calcule bem a quantidade de bebidas e comidas, estando atenta à variedade e ao número de pessoas que estarão presentes.

Para garantir a alegria, decore o ambiente com bandeirinhas, forre as mesas com pano de chita e incremente com palhas de milho e folhas de bananeira. Quanto mais colorido, melhor! Você pode ainda improvisar uma fogueira simulada com madeiras e papel crepom ou celofane.

Esse cuidado com a decoração vai fazer com que todos entrem no clima da festa com muita diversão.

Opte pela utilização de utensílios descartáveis, o que facilita (e muito!) na hora da limpeza. Sendo assim, você pode comprar pratinhos e guardanapos já decorados para o São João.

Por fim, o elemento essencial: escolha uma playlist como todos os clássicos juninos que vão garantir o balancê!

E aí, aprendeu tudo sobre festa junina? Já está preparada para organizar aquela comemoração inesquecível com muita alegria e comidas típicas? Pois se gostou dessas dicas, aproveite também para conferir como gerar ainda mais conexão com os seus filhos!