Sua rotina é bem corrida lidando com o trabalho e sua família. Conciliar a vida profissional com a de mãe exige um esforço extra, mas a criação e a educação dos filhos é uma prioridade para você. Como promover o desenvolvimento infantil das crianças para que elas cresçam felizes e seguras?

Descobrir novas formas de criar, educar e brincar com seus filhos contribui para o bom relacionamento entre vocês, além de propiciar mais bem-estar para os filhotes. Uma ótima opção é a pintura, sabia?

Continue lendo esse artigo e conheça mais sobre a importância da pintura na educação dos filhos.

Adote a pintura como valor humano para seus filhos

Com os avanços da tecnologia, muitas atividades tradicionais são deixadas de lado pelas crianças. Internet, games, celulares, computadores e as redes sociais distanciam a gente miúda de muitos hábitos prazerosos, como a pintura. Porém, ela traz muitos benefícios para os pequenos.

Conheça os benefícios da pintura para o desenvolvimento infantil

Você se lembra dos seus trabalhinhos de arte na escola? As aquarelas, os coloridos com lápis de cor e giz de cera, as suas mãos pequenas impressas com tinta numa folha de papel?

A pintura fez parte da nossa vida em algum momento e serviu como uma forma de nos expressarmos para as pessoas e para o mundo.

Pintar auxilia no desenvolvimento da individualidade, da autoestima e das habilidades para resolver problemas; é indicado para tratamento terapêutico de diversas afecções; contribui para reduzir a ansiedade, aumenta a coragem interior e desenvolve expectativas.

Estimula a criatividade e imaginação dos filhos

Durante a atividade de pintar, o cérebro da garotada também entra na festa. No lado esquerdo dele funciona a execução lógica. Já o lado direito atua nas áreas da criação e do imaginário. A continuidade dessa prática faz com que o cérebro desenvolva cada vez mais essas capacidades.

É companheira na diversão da garotada

Não pense que pintar significa fechar os filhos dentro de um quarto por horas e depois ver o resultado. A arte de pintar só funciona com a gente miúda se for em contato com outras crianças.

É preciso um ambiente onde eles possam se relacionar, trocar ideias, manifestar sobre o trabalho do outro e fazer amigos. Antes de tudo, tem que ser pura diversão.

Incentiva os processos de comunicação infantil

Por meio da pintura os filhos podem manifestar o que sentem, o que desejam e como aprendem as coisas usando uma maneira diferente de comunicação. Ao pintar, as crianças fazem dos pincéis, tintas e telas intérpretes das suas emoções e dos seus pensamentos.

Com isso, amenizam ou eliminam a timidez, trabalham a comunicação verbal e interagem com o mundo em que vivem.

Facilita a concentração dos pimpolhos

Relaxamento, bem-estar e capacidade de concentração são alguns dos benefícios que a pintura oferece para a saúde mental dos pequenos e pequenas. Ela possibilita que o ato de pintar aconteça dentro do ritmo deles e de acordo com suas inspirações.

Contribui para a motricidade das crianças

A dinâmica do pintar faz com que os meninos e as meninas usem os mais diversos itens. Pincéis, lápis, papéis, telas, cerâmicas, tecidos, tintas e guaches fazem parte da lista de materiais necessários para as pinturas. Isso auxilia no desenvolvimento da mobilidade fina como o aprimoramento do movimento das mãos, por exemplo, durante a atividade.

Saiba como os filhos podem explorar bem a arte da pintura

Pintar é divertir, interagir, desenvolver, criar e comunicar, mas tem seus métodos e critérios para que os rebentos aproveitem da melhor maneira possível essa atividade que mistura, com muitas cores, a educação com o brincar.

A idade é um desses parâmetros. Como o desenho e a pintura são naturais ao ser humano, isso não quer dizer que a criançada vai detonar logo de cara. É preciso ter calma e observar cada faixa etária e considerar as condições de cada uma para os traços e coloridos.

Para dar uma mãozinha, relacionamos 3 faixas de idade. Acompanhe.

De zero a dois anos

O filhinho ainda bebê não tem bem desenvolvidas a visão e a coordenação motora ao ponto de rabiscar, colorir ou pintar. Depois de 1 ano de vida ele pode fazer alguns riscos com lápis de cera. Com 1 ano e meio tentará imitar desenhos e coloridos dos pais, por exemplo, com rabiscos. A partir dos 2 anos inicia a fase de copiar o modo como outras pessoas desenham e pintam.

Contudo, tome cuidado com materiais pequenos e com pontas e que não sejam tóxicos.

De três a seis anos

Agora os pimpolhos conseguem riscar formas geométricas e colorir ou pintar observando os limites dos traços.Tomam gosto pela aquarela, pela tinta guache e pelos pincéis. Além dos papéis, tecidos e madeiras, as roupas também são superfícies muito utilizadas para as manifestações artísticas deles.

Depois dos seis anos

É o momento em que a imaginação e a criatividade afloram de vez. A criança é capaz de transferir para o papel a ideia de como são os personagens das histórias e músicas que ouviu. O mesmo acontece com os ambientes que as narrativas e melodias sugerem. Daí, podem interessarem-se em criar suas próprias aventuras.

Motive os filhos a colorir e pintar

Quem não gosta de um incentivo, aquele empurrãozinho básico para entrar de corpo e alma no mundo das descobertas e dos aprendizados? Os filhotes, com certeza, receberão bem os estímulos da mamãe e do papai para o desenho e a pintura. Confira algumas sugestões a seguir:

  • crie um espaço para que os filhos possam pintar;

  • elogie cada trabalho que eles apresentarem;

  • mostre para outras pessoas o que eles criaram;

  • aprecie, analise e comente as pinturas e desenhos coloridos junto aos pequenos autores;

  • pinte com eles;

  • deixe ao alcance deles os materiais necessários para que eles possam praticar.

Agora é só você vestir um avental e divertir-se com as crianças. O desenvolvimento infantil também é uma espécie de reciclagem na sua vida. Pinte-se de alegria!

Gostou do tema que tratamos nesse post? Está interessada em conhecer mais sobre ele? Como sugestão, leia também 4 desenhos animados para estimular a criatividade infantil!

 

Produtos Relacionados