Quais são os pais que não se preocupam com o futuro, desejando que o filho cresça e se torne uma pessoa responsável? Provavelmente apenas aqueles que também não são, não concorda? Pois bem, embora essa seja uma vontade de todos, muitos nem ao menos se dão conta que é em casa que se ensina essa virtude. Mas afinal, como ensinar o seu filho a ter mais responsabilidade? 

Caso você tenha dúvidas em relação a isso, não se preocupe. Foi pensando nisso que preparamos este artigo com algumas orientações que certamente lhe ajudarão com essa tarefa. Continue a leitura e confira!

1. Ensine-o a ser responsável já na primeira infância

Em primeiro lugar, compreenda que o processo de ensino da responsabilidade deve ser iniciado desde cedo. Ou seja, comece o quanto antes — ainda na primeira infância —, e mostre ao seu filhinho que ele tem deveres e obrigações a cumprir.

É claro que isso não significa pedir, por exemplo, que uma criança de 2 anos lave a própria louça. Contudo, por que não ensiná-la a guardar os brinquedos em uma caixa, logo após utilizá-los? Em outras palavras, vá determinando as responsabilidades de acordo com o potencial de cada faixa etária.

Nesse sentido, as crianças que aprendem a ser responsáveis já nos primeiros anos de vida são naturalmente mais organizadas. Pense bem: se o seu filho aprendeu desde pequeninho a arrumar as suas coisas, será que esse hábito não o acompanhará ao longo da vida? É provável que sim. 

Sobretudo, tenha em mente que ensinar o seu filho a ser responsável significa ensiná-lo a assumir o controle da própria vida. Assim sendo, considere a responsabilidade como uma grande virtude em relação ao desenvolvimento humano. 

No entanto, é preciso deixar claro que essa virtude não é adquirida de uma hora para outra, mas sim desenvolvida durante as etapas de vida da criança: da primeira infância, passando pela fase escolar até chegar à tão “temida” adolescência.

Sabe aqueles adolescentes que não estão nem aí para nada e são um tanto “problemáticos”? Bem, é possível que quando mais novos não tenham aprendido o significado da palavra “responsabilidade”. Portanto, instruir os filhos a serem responsáveis é uma obrigação dos pais, e de mais ninguém. 

2. Imponha limites e normas a serem seguidas 

Como em tudo nessa vida, há direitos e deveres a serem respeitados, e no ambiente do lar não poderia ser diferente. Por isso, estabeleça regras claras e que precisam ser cumpridas. Isso é muito importante no que se refere à imposição dos limites. 

A responsabilidade envolve o que pode e o que não pode, o que deve e o que não deve ser feito, certo? Por essa razão, se o seu filho não souber o que você espera dele, assim como não ter claro quais são seus deveres, dificilmente aprenderá a ser responsável. 

Aqui, é necessário explicar de maneira detalhada quais serão as consequências do não cumprimento das regras. Do mesmo modo, deixe claro que cumprir com os deveres trará seus benefícios, independentemente dos quais venham a ser. Em resumo: ensine a relação “causa e efeito”. 

Para fazer com que as regras sejam melhor compreendidas, especialmente no começo quando a criança ainda está se acostumando, uma boa ideia é expor as orientações em alguns lugares pela casa.

Outra dica é criar um “sistema de estímulos”, ou seja, que motive o seu filho a seguir o que lhe foi proposto. Nesse caso, use a sua criatividade

3. Garanta que ele cumpre com o que foi combinado

Outro ponto que merece atenção é a sua coerência, isto é, se você cumpre o que fala. Nesse caso, estamos falando de uma situação na qual seu filho desrespeita as regras, mas não sofre as consequências que deveriam ser impostas. 

Isso geralmente acontece pela incoerência dos próprios pais, que acabam aceitando o deslize da criança não a “punindo” como combinado. O problema é que se isso ocorrer com frequência você perderá sua credibilidade, e como consequência, sua autoridade entrará em jogo também. 

Ao estabelecer os deveres, é preciso fazer cumpri-los! Entenda que se por ventura você se esquecer do que determinou, está passando, mesmo que sem intenção, a ideia de que seu filho pode “se esquecer” também.

Portanto, é preciso ser coerente para fazê-lo entender que o descumprimento das responsabilidades terá consequências de fato.   

4. Estabeleça tarefas e dê autonomia para o seu filho executá-las

Você por acaso distribui responsabilidades ao seu filho? Caso sua resposta for “não”, saiba que está deixando de utilizar uma ferramenta poderosa no que diz respeito a ensiná-lo a ser mais responsável. Portanto, tenha em mente que para obter essa qualidade ele precisa ter a possibilidade de adquiri-la. 

Por esse motivo, defina algumas tarefas — como as que podem ser feitas em casa, por exemplo — e delegue a ele. Os deveres relacionados à escola não contam, pois estes serão sempre uma obrigação. Adicionalmente, dê certa autonomia para a execução das atividades, evitando ao máximo realizá-las. 

Essa autonomia é importante para que o seu filho não se torne muito dependente de você, o que pode se transformar em um péssimo hábito. Por isso, não o recorde o tempo todo sobre os deveres que lhe foram atribuídos, deixando que ele aja por si próprio.

Além disso, vale destacar que uma das piores atitudes a se tomar é assumir as responsabilidades da criança, principalmente quando exclusivas dela. Procure ter atenção quanto a esse aspecto, já que há o risco de torná-la preguiçosa.  

5. Recompense-o com afeto e outras formas de reconhecimento

Por último, mas não menos importante, recompense pela responsabilidade! Porém, isso não quer dizer necessariamente dar presentes materiais, mas sim todas as formas de reconhecimento que contribuem para o entendimento do seu filho em relação a ser responsável. 

Uma ida ao cinema, à sorveteria, ao parque para brincar ou simples demonstrações de afeto também funcionam. Enfim, tudo que vier a sua mente que incentive a criança a cumprir com as suas obrigações será válido.  

Para concluir, não se esqueça de que instruir seu filho a ser uma pessoa responsável é o primeiro passo para torná-lo um adulto de caráter e boa índole. Comece o quanto antes e vá intensificando os deveres conforme ele vai crescendo, lembrando, sempre, de cobrá-lo caso não cumpra com o determinado. 

O que achou do nosso artigo sobre como ensinar o seu filho a ter mais responsabilidade? Gostou? Então veja também o horóscopo infantil e conheça a personalidade de cada signo!